✨ SUA SAÚDE IMPORTA ✨
✨ SUA SAÚDE IMPORTA ✨
Carrinho 0

Terapia Magnética - Tecnologia F.I.R

A terra é um gigantesco ímã. Desde que nascemos, vivemos cercados desta força magnética. O magnetismo é uma excitação natural, e à medida que se recebe este estímulo, aumenta-se a força da adaptação, evidenciando-se a autodefesa do organismo.
Se houver alteração no geo-magnetismo, a vida humana também será influenciada. Pesquisas de geofísica comprovam que a força magnética da terra reduziu-se pela metade nos últimos 500 anos. Além disso, na sociedade moderna, principalmente nas grandes cidades, as pessoas moram, trabalham e se locomovem entre concreto, ferro e asfalto, reduzindo o contato com o magnetismo natural da terra.

COMO AGE O MAGNETISMO?
A atuação do magnetismo sobre o corpo humano proporciona uma melhoria no funcionamento dos nervos autônomos, relaxando os músculos, facilitando a circulação sanguínea, oxigenando as células e, finalmente, ajudando a diminuir a tensão, dores e o cansaço.

O QUE É TERAPIA MAGNÉTICA?
Terapia magnética é o tratamento preventivo de doenças, através de magnetos (ímãs).

Temos na nossa corrente sanguínea minúsculas partículas de ferro que em contato com os campos magnéticos se ALINHAM e passam a fluir com mais facilidade no nosso sistema circulatório.

Os ímãs, estrategicamente colocados nos produtos, ajudam a ativar a circulação sangüínea e estimulam os pontos de Do-In, relaxando os músculos e diminuir a tensão.

COMO SUPRIR AS CARÊNCIAS DO MAGNETISMO?
A perda natural do magnetismo terrestre e as mudanças de hábitos dos povos, cada vez mais sedentários, tem afastado as pessoas do efeitos benéficos do magnetismo, que precisa ser reposto. A alternativa encontrada foi a utilização de produtos e aparelhos magnéticos, desenvolvidos pelos japoneses, para aplicação localizada no corpo humano. Surgiu então a TERAPIA MAGNÉTICA, que é usada mundialmente para prevenir doenças naturalmente e sem efeitos colaterais.

Como os ímãs são produtos naturais, não há necessidade de prescrição médica. A única contra-indicação é para pessoas portadoras de marca-passo, pois os magnetos poderiam danificar tais aparelhos.


Primórdios
Apesar da aplicação terapêutica recente, as origens da estimulação magnética remetem ao século 19. Já em 1896, o francês Jacques-Arsène D'Arsonval havia testado os efeitos do magnetismo sobre as emoções.
Por volta de 1940, os estímulos magnéticos eram pesquisados na fisiologia animal. Na década de 80, surgiram aparelhos semelhantes aos atuais - só eram usados, no entanto, para diagnósticos neurológicos.
Foi só em meados da década de 90 que o método passou a ser usado para tratar doenças.

Uma das vantagens da TERAPIA MAGNÉTICA é a quase ausência de efeitos colaterais.  

Criatividade
Não é só para aliviar doenças que a TERAPIA MAGNÉTICA tem despertado interesse. Já há quem estude seu uso em pessoas saudáveis, para estimular áreas do cérebro ligadas a capacidades cognitivas.

Na Austrália, por exemplo, o Centre for the Mind, ligado à Universidade de Sidney e à Universidade Nacional da Austrália, tem usado a estimulação magnética para tentar melhorar temporariamente a criatividade das pessoas.
Nos Estados Unidos, o Departamento de Defesa encomendou um estudo com um dispositivo portátil de TERAPIA MAGNÉTICA que pudesse potencializar os reflexos de soldados. "A técnica melhorou a performance de homens que não tinham dormido nas últimas 36 horas.", diz Mark George, que conduziu o teste.

Fonte: Jornal "Folha de São Paulo"

CONFIRA ALGUNS PRODUTOS DE NOSSA LINHA MAGNÉTICA: